O pastor Alvocir José Negrello, 41 anos, foi preso em flagrante no final da tarde da última segunda-feira (25), no bairro Pinheirinho, em Curitiba. Ele é suspeito de assediar um garoto de 13 anos. O homem trocava mensagens de teor sexual com o menino e ainda induzia ele a mandar fotos de suas partes íntimas, segundo o delegado Rinaldo Ivanike. A ação foi realizada pela equipe de investigação do 11º Distrito Policial.

A investigação do caso começou há duas semanas, quando a família procurou a delegacia, para denunciar o homem. Todos os familiares frequentavam a igreja em que Negrello pregava.

“Inicialmente esse menino frequentava a igreja com seus pais e tinha aulas particulares de música com esse pastor. E ele já tinha agido estranhamente, passava a mão na perna, até que conseguiu o número do garoto e passou a mandar mensagens de cunho erótico e ainda tentava marcar encontros. Ele armou um encontro no Pinheirinho com o garoto, só que a nossa equipe já acompanhava o caso, e prendemos ele em flagrante”, contou o delegado.

Para a imprensa, Negrello disse que está arrependido. Ele nega que já tenha feito isso com outras crianças, mas a polícia acredita que tenha outras vítimas, já que nas próprias mensagens, que trocava com o garoto de 13 anos, ele cita um outro menino. O pastor tem passagem policial por lesão corporal e, agora, foi autuado em flagrante por aliciar, assediar, instigar ou constranger criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso.

O pastor está preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) do 11º DP.