A tarde e noite do feriado de 7 de setembro foram muito violentas na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), quando quatro homens foram assassinados a tiros, em situações distintas. Só no município de Colombo foram dois crimes, um à tarde e outro à noite, e a polícia investiga se há alguma conexão entre ambos.

+ Leia mais: Após acordo com a Lava Jato, pedágio para o litoral e outras 5 praças vai baixar

O primeiro crime ocorreu na Rua Honesta de Souza Hausis, no bairro Vila Zumbi, em Colombo, por volta das 14h. O pedreiro Carlos Eduardo Borges do Amaral, 29 anos, morador de Pato Branco, teria vindo a Curitiba resolver assuntos pessoais quando foi abordado próximo de uma cancha de futebol. Ninguém presenciou o assassinato. Carlos apenas foi encontrado morto com vários tiros no local. Não se sabe o motivo do crime.

+ Leia ainda: Celular salva vida de assaltante após troca de tiros com a PM em Curitiba

Mais tarde, no início da noite, outro homicídio ocorreu em Colombo, na Rua Gilberto Squena, também na Vila Zumbi. O autônomo Luiz Fernando da Silva, 31 anos, foi executado com tiros nas costas, cabeça e virilha. Mais uma vez, ninguém testemunhou o assassinato. Conforme registros da Polícia Militar, a pessoa que ligou à polícia avisando do crime apenas disse que ouviu o barulho dos tiros e, em seguida, uma mulher gritando na rua. Foi quando a vizinhança saiu para ver o que era e se depararam com Luiz morto em  frente à sua residência.

Perto de casa

Em Piraquara, também na região de Curitiba, o crime ocorreu no meio da tarde. Um homem identificado como Jovelino Dias de Souza, 38 anos, foi executado a tiros na Rua José Rodrigues dos Santos, no bairro Vila Nova. Ele foi atingido por pelo menos três disparos, próximo à casa dele. Ainda não há motivo ou autoria do crime.

+ Leia mais: Dia do sorteio da Mega Sena acumulada em R$ 80 milhões mudou. Veja quando será

Caído na rua

Em Pinhais, na RMC,  o crime foi na Avenida Maringá, esquina com a Rua Apucarana, no bairro Emiliano Perneta, pouco depois das 18h30. Neste local, a Polícia Militar – que recebeu um telefonema dando conta de uma pessoa caída em via pública – encontrou o auxiliar Erick Henrique de Lima Siletokei, 19 anos, morto a tiros no local. Assim como nos outros crimes, ninguém testemunhou o assassinato.

Homem é encontrado morto em trilho de trem na região de Curitiba