Faturar mais de R$ 7 mil diariamente ao roubar cargas e residências de classe média alta. Esse “trabalho” levou Kleber Roberto Veloso, de 21 anos, para a cadeia nesta segunda-feira (19). Ele foi preso pelo 10° Distrito Policial de Curitiba e apresentado à imprensa na tarde desta terça (20).

De acordo com o delegado Rinaldo Ivanike, o rapaz conhecido como “Binho” atuava com pelo menos sete comparsas, entre eles uma mulher de 46 anos. “Eles aguardavam as vítimas saírem da casa para aborda-las. Já confirmamos seis roubos no bairro Sítio Cercado em que ele teve participação e, em todos os casos, eram levados notebooks, televisores de tela plana e outros aparelhos eletrônicos”, disse.

Além disso, áudios no celular do rapaz mostraram que ele ainda teria envolvimento em roubos de cargas. “Diante de todas as informações coletadas na investigação e conversando com as vítimas, percebemos que o indivíduo conseguia uma média de R$ 7 mil por dia com os roubos de cargas e residências”, informou.

Investigação

binho-preso-assalto-casas-curitiba

No entanto, a “casa caiu” para o rapaz na última quarta-feira (14), quando ele agiu em uma casa na Rua Wagner Lourdes. “Conseguimos imagens das câmeras de segurança da rua, que mostraram com nitidez esse rapaz”, informou o delegado.

Agora, a equipe solicita o apoio da população para identificar as outras pessoas envolvidas nos crimes. Enquanto isso, “Binho” permanece atrás das grades.

Homicídio

Kleber também era foragido da Justiça pela participação em um homicídio na madrugada do dia 25 de março deste ano. Nesta data, ele teria tirado a vida de Dionei Cesar Marçal, 31 anos, na rua Valdir Dacon. A vítima sofreu diversas facadas e morreu no local.

Além desse crime, ele também tem passagens pela polícia por furtos e roubos em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.