A Polícia Civil e a Polícia Militar (PM) fazem buscas para tentar prender o homem que atirou e matou a ex-companheira, Taciele Santos, de 28 anos, em Tunas do Paraná, na região metropolitana de Curitiba (RMC). O criminoso também atirou contra a irmã e a mãe da vítima, que seguem internadas. A avó da jovem, que estava no mesmo local, só não foi atingida porque estava no banheiro no momento em que o criminoso chegou na residência.

+Leia também: Trio carrancudo é preso após testemunha dedurar assalto em Curitiba

De acordo com informações da polícia, o homem, identificado como Jailson Macedo, de 32 anos, teria ido à casa da ex-esposa para uma conversa, mas já chegou atirando. O filho da vítima, de apenas quatro anos, também estava na casa, mas não foi atingido porque conseguiu correr para um dos quartos do imóvel.

Em entrevista ao telejornal Meio-Dia Paraná, a avó de Taciele, Veronica Santos, de 80 anos, contou que a família assistia televisão quando o criminoso chegou. “Ele abriu e entrou com tudo, já dando tiro. Eu saí do banheiro e vi aqueles tiros e grito”, relatou.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Ao telejornal, a idosa relatou ainda que o filho da vítima conseguiu correr para o quarto e se salvou dos tiros.

A Polícia Civil informou também que, depois de atirar, o homem fugiu com o carro da sogra. O carro que ele usou para chegar até o local do crime foi incendiado.

A mãe e a irmã de Taciele foram encaminhadas para o Hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. As duas mulheres foram atingidas no tórax, mas chegaram conscientes ao hospital. Elas estão em leito de emergência, mas fora da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Burocracia faz mulher catarinense ser enterrada ‘à força’ em Curitiba