Chamou a atenção o achado de um corpo na tarde desta quinta-feira (22), em uma área de matagal de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. O morador de rua Miguel Stacoviaski, 48 anos, estava caído de bruços em um mato próximo da Rua Acre, no bairro Itaqui, com a cabeça sobre um caixote e as duas mãos no bolso da calça jeans que vestia. Sem marcas de violência, a suspeita é de morte acidental. O corpo foi encontrado por volta das 14h.

+ Você sabia que está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana? Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Segundo a perícia da Polícia Civil, as condições do local indicam que Stacoviaski pode ter tropeçado e batido com a cabeça no caixote. Isso teria trancado a respiração dele, o que sustentaria a hipótese de morte acidental por sufocamento. A perícia informou que o homem estava com as mãos no bolso, mais um indicativo de que ele não teria tido tempo de se proteger da queda. A princípio, pelo estado de decomposição, o acidente teria sido na noite da quarta-feira (21).

A morte ainda será investigada. Ainda não está descartada a hipótese de homicídio. Semanas atrás, segundo populares que estavam no local do achado na tarde desta quinta-feira, Miguel Stacoviaski teria sido agredido. Pessoas teriam ajudado o homem a se recuperar e encaminhado ele a uma clínica. Inclusive, no mato, foram encontrados alguns remédios. O corpo também apresentava marcas de internação.

Por volta das 15h40, o Instituto Médico-Legal (IML) recolheu o corpo.

Ministério autoriza que Força Nacional reforce a segurança em Curitiba e Região Metropolitana