enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Atentado

Juri condena homem por atirar contra seguranças de shopping em Curitiba

Tribunal do Júri de Curitiba condenou homem por atentado a tiros contra seguranças do shopping Palladium em 2014

  • Por Redação / Tribuna do Paraná

O Tribunal do Júri de Curitiba condenou, na última sexta-feira (15), Alceu Duarte de Souza Neto a sete anos e cinco meses de prisão. Ele e mais duas pessoas foram acusadas de um atentado a tiros contra seguranças do shopping Palladium, na noite do dia 17 de junho de 2014. Na ocasião, os tiros acertaram um segurança e um cliente. Ambas as vítimas sobreviveram.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

De acordo com a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Paraná, Alceu e mais duas pessoas que o acompanhavam, Alessandro Duarte de Souza e Fernando da Cruz Carboni, teriam sido expulsos do shopping após desligarem uma escada rolante e serem por isso advertidos pelos seguranças, o que gerou discussão entre eles. Os três voltaram depois e um deles atirou contra os seguranças, no momento em que estes saíam do prédio.

Um cliente do shopping foi atingido no tórax, sendo hospitalizado em estado grave. Ele ficou 10 dias em coma, 35 dias na UTI e passou por mais de sete cirurgias, mas sobreviveu. Um segurança do shopping também foi atingido na perna e se recuperou. Os suspeitos do crime foram presos pela Polícia Militar logo após o ocorrido.

Alceu foi condenado por tentativa de homicídio, agravado pelo uso de meio que possa resultar perigo comum (uma vez que outras pessoas saíam do shopping no momento e poderiam ter sido atingidas), além de lesão corporal grave. Alessandro e Fernando foram absolvidos do crime pelo corpo de jurados.

Júri de acusados da morte de adolescente é adiado em Curitiba

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas