Uma mulher de 19 anos foi presa por guardar armamentos pesados, que poderiam ser usados por quadrilhas especializadas em grandes assaltos a agências bancárias, carros-fortes e ônibus de turismo. A prisão ocorreu em uma residência no bairro Sítio Cercado, em Curitiba.

+Leia mais! Viu essa? Dias após ter carro roubado, ganhador do Nota Curitibana fatura R$ 50 mil

Na oportunidade, o Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), acabou recolhendo um fuzil, uma submetralhadora, uma pistola, 120 munições,farda militar do Corpo de Bombeiros e R$ 8.700 em dinheiro.

“Nosso setor de inteligência apurou que o apartamento era usado como local de guarda destes equipamentos. Ela fazia parte de uma pequena peça de um grande esquema criminoso”, disse o Delegado Rodrigo Brown.

Locação para o crime

A polícia acredita que a moça “locava” o apartamento para guardar o armamento que seria utilizado posteriormente por quadrilhas especializadas. “Eles usam pessoas que não despertam a atenção. Ela, com 19 anos e uma criança, não chamariam atenção. Vamos apurar ainda que estas armas são utilizadas por várias organizações “, relatou Rodrigo Brown. A mulher presa não teve o nome revelado pela Polícia Civil.

Conheça o gaúcho que virou sua vida para cuidar de Curitiba