enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Uma década

Familiares lembram 10 anos da morte de Rachel Genofre com ato em Curitiba

Familiares de Rachel Genofre, encontrada morta na Rodoferroviária de Curitiba, realizaram ato para lembrar os 10 anos do assassinato

  • Por João Maroni especial para a Gazeta do Povo
Ato em lembrança aos 10 anos da morte da menina Rachel Genofre. Foto: João Maroni/Gazeta do Povo
Ato em lembrança aos 10 anos da morte da menina Rachel Genofre. Foto: João Maroni/Gazeta do Povo

Familiares da menina Rachel Genofre, encontrada morta dentro de uma mala no dia 5 de novembro de 2008 na Rodoferroviária de Curitiba, realizaram um ato na tarde desta segunda-feira (5) para lembrar os 10 anos do assassinato. O crime até hoje não foi solucionado.

“Tenho uma revolta muito grande, não só pela morte dela. Espero que a justiça seja feita, que esse monstro seja preso e que o Estado trabalhe políticas para garantir a segurança das mulheres e das crianças“, desabafou Maria Cristina Lobo de Oliveira, mãe de Rachel.

Ativistas do movimento Frente Feminista de Curitiba também participaram da manifestação. Elas pediram justiça e denunciaram situações de violência contra mulheres e crianças. Cerca de 20 pessoas participaram do protesto.

Pela manhã, o grupo organizou outra manifestação em frente ao Instituto Estadual de Educação do Paraná, onde a menina estudava e onde foi vista pela última vez antes de ser encontrada morta. Nos dois atos, os manifestantes estenderam faixas pedindo a solução do caso e ações do Estado contra o feminicídio. O grupo também cantou músicas de protesto e bateu em latas.

A advogada da família de Rachel Genofre, Cássia Bernardelli, destacou que o caso já passou pelas mãos de quatro delegados e ainda não se descobriu os culpados pela morte da jovem. Cerca de cem exames de DNA foram feitos e não se chegou a nenhum suspeito. “Houve erros grandes na investigação, desde que a Rachel foi encontrada. Desde a coleta do DNA até a hora exata em que ela foi encontrada. É preciso começar do zero novamente”, afirmou Cássia.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

13º sai ‘inteiro’ para os funcionários do Paraná no começo de dezembro

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

4 Comentários em "Familiares lembram 10 anos da morte de Rachel Genofre com ato em Curitiba"


André Paulista da Silva
André Paulista da Silva
6 meses 18 dias atrás

Por coincidência, dias atrás eu e minha esposa estávamos comentando sobre esta barbárie. No dia em que o corpo foi achado ela estava na rodoviária, vindo para Ponta Grossa e não percebeu nenhuma anormalidade antes de acharem o corpo. Na época, eu morava na mesmo bairro da menina, na Vila Guaíra…

João Silva
João Silva
6 meses 18 dias atrás

Quando a menina foi morta, tinha que idade? 8? 10? Como é que a família deixava uma criança com essa idade andar sozinha pelo Centro da cidade? E as câmeras da rodoviária? Nenhuma funcionando? E na região, ninguém viu? Nenhuma câmera registrou o criminoso levando a mala?

CIC CIC
CIC CIC
6 meses 18 dias atrás

Cara esse é um caso cabuloso…. menina sai da Emiliano Perneta…. é encontrada na rodoviária e nenhuma câmera vê nada …. ninguém …. impossível isso mesmo a 10anos atrás

Solon da Silva Brasileiro
Solon da Silva Brasileiro
6 meses 18 dias atrás

Polícia Civil tem que revisar tudo dez vezes ou mais se preciso for. Deve ter alguém que se safou por álibi falso, fabricado ou acobertado por alguém, sempre ouvi e li que o diabo se esconde nos detalhes.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas