O exame toxicológico de uma mulher que tirava a carteira de motorista desencadeou uma operação conjunta entre as polícias civis de Curitiba e de Siqueira Campos, no Interior do Paraná. Ao consumir um chá para emagrecimento, o resultado do exame deu positivo para o uso de anfetamina e femproporex, substâncias de uso proibido no Brasil desde 2011.

Os componentes químicos estimulam a atividade do sistema nervoso central e podem provocar dependência, por isso são proibidas como inibidores de apetite. A mulher, que fazia a carteira de motorista em Siqueira Campos, fez a denúncia na delegacia daquela região e a investigação chegou até uma casa no Xaxim, na capital paranaense, onde uma pessoa fazia parte de um grupo de revendedores do chá ilegal. Na manhã desta terça-feira (20), às 6h45, houve apreensões dos produtos nas duas cidades.

A ação da Polícia Civil foi deflagrada a partir da delegacia de Siqueira Campos. O delegado Juliano Fonseca acionou os investigadores do 10.° Distrito, no Sítio Cercado, para que a operação ocorresse no mesmo horário, evitando que os suspeitos se comunicassem. Segundo a polícia, foram cumpridos mandados de busca em três residências, duas em Siqueira Campos e uma no Xaxim. Os mandados foram enquadrados contra os crimes de falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais. Além do chá, outros produtos também foram apreendidos.

Em Curitiba, na casa de uma mulher, na Rua Affonso Rebellato, foram apreendidos 21 pacotes do chá – com 120 gramas cada – e um aparelho celular. Já em Siqueira Campos, também na residência de uma mulher, na Rua Arcênio Freitas Queiroz, foram apreendidas dez caixas contendo embalagens do produto, quatro caixas de frascos brancos não identificados, seis caixas de frascos, além de sacos contendo frascos vazios sem identificação, tampas, cartões promocionais, rótulos, panfletos de propaganda e lacres, dosadores, rolos de etiqueta, balança, cheques da mulher e dois celulares.

Chá de emagrecimento fez mulher cair no 'antidoping' e desencadeou operação policial em duas cidades do Paraná. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná
Chá de emagrecimento fez mulher cair no ‘antidoping’ e desencadeou operação policial em duas cidades do Paraná. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Outro alvo no interior do Paraná foi a casa de um homem, na Avenida Presidente Getúlio Vargas, também em Siqueira Campos, onde foram apreendidas duas caixas e uma sacola preta com produtos, uma caixa com cartões e folders e um celular.

A única busca feita depois das 6h45 foi em uma residência na Rua das Camomilas, também em Siqueira Campos. Na casa de outra mulher, por volta das 8h desta terça, foram apreendidos três frascos de produtos ilícitos.

Ninguém foi preso, mas a polícia investiga se pode haver mais revendedores dos produtos. Em Curitiba, o resultado das apreensões foram levados para o 10.° Distrito. Não há informação sobre quanto tempo a mulher que tentava tirar a carteira de motorista deverá esperar para realizar outro exame.

Celulares, serra e drogas são apreendidos em presídio da região de Curitiba