enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Confronto?

Digitais de jornalista morto na Praça da Espanha não estavam na arma, aponta perícia

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
Foto: Reprodução.
Foto: Reprodução.

Laudo do Instituto de Identificação do Paraná apontou que não foram encontradas as digitais de Andrei Francisquini na arma que teria sido encontrada com ele após confronto que terminou com a sua morte em 12 de maio. Andrei morreu depois de uma perseguição que começou na Rua Vicente Machado e seguiu até a Praça da Espanha, no bairro Bigorrilho, em Curitiba.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Não foi revelado nenhum fragmento de impressão papilar”, apontou  o laudo do instituto. A análise foi feita em uma pistola, um carregador e em munições que os policiais envolvidos na ação disseram ter encontrado com Andrei.

Segundo resposta da Polícia Militar enviada ao portal G1, todos os fatos e informações relacionadas ao caso estão sendo apurados pelo encarregado do Inquérito Policial Militar (IPM), o qual está em andamento. “A PM reforça que busca o esclarecimento dos fatos e não emite juízo de valor durante a apuração para não influenciar no andamento do procedimento”, diz a nota da corporação.

Com doença rara, jovem precisa de ajuda pra comprar cadeira de rodas que custa mais de R$ 6 mil

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

32 Comentários em "Digitais de jornalista morto na Praça da Espanha não estavam na arma, aponta perícia"


Roberson  Andrade Guimarães
Roberson Andrade Guimarães
2 meses 14 dias atrás

Arma deve ter passado pela mão de várias pessoas, com certeza as digitais estavam corrompidas. Aí vem o IML presionado pela mídia suja e apoiadora de bandido. No caso concreto os policiais serão absolvidos. Pois no júri a mídia e os jumentos esquerdistas não tem influência.

Evaldo Leal de Jesus
Evaldo Leal de Jesus
2 meses 14 dias atrás

Sinceramente eu nunca li tanta besteira em um texto tão curto. Parabéns kkkkkkk

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 14 dias atrás

conseguiu ganhar de vc? duvido heim

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 14 dias atrás

Ia comentar mas vou deixar a palavra pros cientistas forenses aqui debaixo

CSI é novelinha da globo pelo nível deles kkk

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
2 meses 14 dias atrás

Seria este mais um caso onde um PM com suas luvas plantou uma arma na pessoa assassinada por ele? Sem digitais da pessoa que estava segurando uma arma dentro do carro? Ops., as digitais desapareceram da arma ou o PM esqueceu de fazer o morto segurar a arma e deixar as digitais na mesma? Fala PM!…

Dr.Master
Dr.Master
2 meses 14 dias atrás

ele devia estar de luvas.

Lutador Antifascista
Lutador Antifascista
2 meses 14 dias atrás

O PM certamente estava de luvas, mas o IML não disse que o morto estava com luvas. A hipótese é que o PM jogou a arma dentro do carro e esqueceu de fazer o morto segurar a arma para deixar as impressões digitais na arma. Afinal, o morto estava ou não segurando uma arma dentro do carro? Fala aí PM!

Mário
Mário
2 meses 14 dias atrás

Sim , iriam fazer segurar a arma em plena praça da Espanha . Como vc é inteligente, petista ?

Gabriela Moraes
Gabriela Moraes
2 meses 14 dias atrás

Mais um caso igual o do motoqueiro de São José dos Pinhais.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas