enkontra.com
Fechar busca

Segurança

Meio ambiente

Operação policial prende 14 pessoas e apreende 221 pássaros silvestres em Curitiba e região

  • Por Redação / Tribuna do Paraná

Um ação em conjunto, realizada por equipes Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV) e do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo (Gaema), culminou na prisão de 14 pessoas e apreensão de 221 pássaros silvestres e 285 gaiolas, na manhã desta terça-feira (23). Por meio da Operação Curió Livre, os policiais cumpriram 16 mandados judiciais em Curitiba, Almirante Tamandaré, Campo Largo, Fazenda Rio Grande, Piraquara, Colombo e Cerro Azul.

“A operação teve como principal foco inibir a captura, o tráfico e o comércio de aves silvestres na região de Curitiba e Região Metropolitana, totalizando sete municípios. Foram 16 investigados, todos com mandados de busca em suas residências e destes nove já estavam com mandados de prisão em aberto, inclusive em algumas residências foram localizadas armas e outros objetos ilícitos que resultaram em 14 prisões”, disse o Comandante da 4ª Companhia do BPAmb-FV, capitão Fabiano Gevert, que participou da operação.

+Leia também: Vídeo! Transtornado e em cima de telhado, policial é contido a tiros na RMC

Ao todo, 60 policiais militares participaram da operação, na qual foram cumpridos sete Mandados de Busca e Apreensão e mais nove Mandados de Prisão Temporária, todos cumpridos. “Descobrimos que os envolvidos utilizavam as redes sociais para a exposição e venda de milhares de pássaros da fauna silvestre e durante as abordagens constatamos que havia indícios de receptação qualificada, crimes contra a fauna e organização criminosa”, detalhou o Comandante da 1ª Companhia do BPAmb-FV e Comandante da operação, capitão João Pedro Passos Rocha.

Computadores, celulares e documentos também foram apreendidos durante a operação, os quais devem ser analisados pelo Gaema para buscar mais informações sobre a atividade criminosa. As abordagens duraram toda a manhã. De acordo com informações do BPAmb-FV, a alta lucratividade era um chamariz para a atividade ilícita. “As aves eram capturadas em florestas da região e criadas de maneira improvisada em residências. Os policiais militares constataram sinais de maus tratos e, em alguns pontos abordados, havia falta de higiene adequada para a sobrevivência dos pássaros”, acrescentou o capitão Gevert.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Em um dos locais abordados, em Almirante Tamandaré, os policiais encontraram um criadouro de curiós, pintassilgo, trincaferros, sábias, canários da terra, azulão. Havia ainda cinco caixas de transporte e duas armas para captura de pássaros. Ao todos, havia 21 aves na casa. Um rapaz foi preso e encaminhado. Apetrechos utilizados para a caça também foram localizados durante os trabalhos, como duas bestas artesanais, uma espingarda de calibre .32, duas carabinas, armas de pressão, 18 cartuchos intactos, além de outros deflagrados. Havia ainda 12 alçapões, 27 caixas de transporte, anilhas desacopladas, pólvora e chumbo, além de 12 celulares e um notebook que contém dados sobre a atividade criminosa.

Com drogas em pacotinhos de balas, suspeitos de aliciar crianças são presos

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas