enkontra.com
Fechar busca

Segurança

'Deu ruim'

Carro ‘dedura’ casal suspeito de furtar bolsa de médica em UPA de Curitiba

  • Por Giselle Ulbrich

Um casal suspeito de furtar a bolsa de uma médica, dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cajuru, no início desta semana, foi detido na tarde desta quarta-feira (06), no bairro Uberaba, em Curitiba. O curioso é que a Guarda Municipal, que realizou a prisão, chegou até o casal por causa de uma abordagem de trânsito, porque o veículo deles estava todo irregular e cheio de pendências. Apesar de terem sido identificado e serem confessos, eles não ficaram presos porque já estavam fora do período de flagrante.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (5), por volta das 2h. O casal foi à UPA, ela alegando dor na coluna. Depois de passarem pela triagem e da mulher receber a fita de atendimento, que deve ser colocada no pulso, ela se levantou dos bancos de espera, pegou uma bolsa que estava atrás do balcão de recepção e foi embora. Logo em seguida, o marido dela também se levantou e foi embora. A bolsa pertencia a uma médica e além dos objetos pessoais (carteira com documentos e cartões), havia também alguns equipamentos de uso profissional. Só o celular da médica não estava na bolsa, porque ela o carregava junto consigo enquanto atendia os pacientes.

+ Leia mais: Ônibus que vai circular na Linha Verde já tem data pra estrear. Saiba detalhes!

Logo que a médica deu falta da bolsa, chamou a Guarda Municipal e todos foram analisar as câmeras de segurança da UPA. As imagens mostram o furto e o casal saindo a bordo de um Corsa preto, estacionado nas proximidades. Apesar do patrulhamento feito, não foi possível encontrá-lo, nem identificar a placa nas imagens.

 

Trânsito

Carro com irregularidades que "entregou" o casal. Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Carro com irregularidades que “entregou” o casal. Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Por volta das 16h30 de quarta-feira (6), outra equipe de guardas fazia patrulhamento pelo bairro Uberaba, quando viram um Corsa preto parado de maneira irregular na Rua Doutor Fábio Rogerio Bertoli Arns. O carro estava parado na guia rebaixada, tinha o farol dianteiro quebrado, a placa amassada e o lacre da placa arrebentado.

+Leia mais! Motorista atropela seis ciclistas na BR-277, deixa rastro de destruição e some!

Pela placa, os guardas também verificaram que o carro tinha quase R$ 3 mil em pendências com IPVA e licenciamento, além de várias multas de trânsito e bloqueio financeiro, provavelmente por falta de pagamento das prestações do financiamento. Com todas estas pendências, diz a Guarda Municipal, mais as quatro novas multas aplicadas ontem, o valor total de irregularidades ultrapassou o valor do carro.

Os guardas então chamaram um guincho e, quando recolhiam o veículo, para ser levado ao pátio do Detran, o casal saiu de dentro de uma casa e começou a xingar os guardas. “Eles diziam para os agentes irem prender bandido, entre outras provocações”, contou o inspetor Claudio Frederico, da Guarda Municipal. Então o casal foi detido, para ser levado à delegacia por desacato.

Deu bandeira

Bolsa e objetos furtados. Foto: Divulgação/Guarda Municipal

Bolsa e objetos furtados. Foto: Divulgação/Guarda Municipal

No momento em que recolhiam o casal à viatura, diz Frederico, um dos guardas percebeu a fita no pulso da suspeita. Ela ainda não havia tirado a fita de triagem da UPA. Assim os guardas começaram a ligar as características do carro ao furto da bolsa na UPA, na madrugada do dia anterior. Até porque, dentro do carro, havia um equipamento médico que o casal não soube explicar inicialmente a procedência. Questionados, o homem e a mulher acabaram confessando o furto da bolsa.

+ Leia mais: PMs presos por extorsão são identificados e portavam armas irregulares

Os suspeitos entregaram a bolsa aos guardas, com tudo praticamente intacto: a carteira com os documentos e os outros objetos de menor valor, até mesmo fotos de familiares da médica. A única coisa não devolvida foram os cartões de crédito, mas que a médica já tinha bloqueado.

“Tem até uma coisa curiosa que observamos. Dentro da bolsa a médica tinha três medalhas de santas. Uma de Nossa Senhora de Fátima, uma de Nossa Senhora das Graças e outra de Nossa Senhora de Lurdes. Olha, só mesmo muita proteção divina pra ela encontrar a bolsa dela praticamente intacta, 38 horas depois do furto, porque geralmente os criminosos tentam se desfazer o mais rápido possível dos objetos que caracterizem o dono”, contou Frederico.

O Corsa apreendido pertencia à mãe da suspeita. O casal, depois de levado à Central de Flagrantes, acabou liberado para responder pelo crime em liberdade, ela como autora e ele como co-autor, visto que já havia passado as 24 horas do período de flagrante. Quando a imprensa chegou na delegacia para registrar a notícia, contou o inspetor, a mulher disse que estava com vergonha e arrependida, com vergonha que a filha a visse na TV como criminosa.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Trincheira que era pra ser solução vira dor de cabeça no Atuba

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

6 Comentários em "Carro ‘dedura’ casal suspeito de furtar bolsa de médica em UPA de Curitiba"


Blazy  of Glory
Blazy of Glory
5 meses 8 dias atrás

bem q a ladra disse….que eles deveriam prender bandidos..kkkkkk agora tão.sem a pizera e a pé

Solon da Silva Brasileiro
Solon da Silva Brasileiro
5 meses 8 dias atrás

Que as leis sejam mais duras

Mário Celso
Mário Celso
5 meses 8 dias atrás

E qie as rolas que te servem
Tbm sejam duras…

wyldner Junior
wyldner Junior
5 meses 8 dias atrás

Para quem estava com dor na coluna andou bem……isto ai é ladra mesmo…………..lixos………….espero que as leis sejam mais brandas para acabar com a bandidagem solta por ai.

Alberto Roberto
Alberto Roberto
5 meses 8 dias atrás

“Espero que as leis sejam mais brandas”?
Espero que você arranje um dicionário.

Alberto Roberto
Alberto Roberto
5 meses 8 dias atrás

Espera que as leis sejam mais “brandas”?
Espero que você consiga um dicionário.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas