A candidata socialista à presidência da França, Ségolène Royal, reconheceu a derrota nas eleições deste domingo (6) e desejou um bom governo ao seu adversário, Nicolas Sarkozy.

Ela disse que "o sufrágio universal falou" sobre a escolha dos franceses, e desejou um bom governo ao adversário, sem no entanto nomear Sarkozy. As projeções de boca de urna indicam que Sarkozy venceu com 53% dos votos, contra 47% para Royal.