Os trabalhos e estudos do XXI Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Paraná começaram, nesta quinta-feira, em Umuarama.

?O Governo do Estado faz grandes esforços na área da saúde. Em dois anos e meio triplicamos o orçamento para o setor?, afirmou o vice-governador e secretário da Agricultura, Orlando Pessuti, na abertura do evento, realizada na noite anterior.

Ele acrescentou que, como médico veterinário, tem um grande compromisso com a área. ?Ainda na Assembléia, apresentei projeto de lei que permite que hoje o secretário Cláudio Xavier faça convênios com os consórcios?, lembrou. Ele se referiu à lei que elaborou com o diretor-geral da Secretaria de Saúde, Carlos Manuel dos Santos, ainda na primeira gestão do Governo Requião.

A lei autoriza o Estado a repassar bens e materiais de consumo para a estruturação do SUS no Paraná, desde que seja para entidades públicas e filantrópicas.

O diretor-geral da Secretaria da Saúde, Carlos Manuel dos Santos, enfatizou os investimentos feitos pelo Governo do Estado. ?É um governo que fez a opção pelos pobres e são eles que precisam do Estado?, disse. Santos ainda lembrou os esforços empreendidos para a descentralização da saúde e as parcerias com os municípios, como o incentivo dado para a criação de equipes do Programa Saúde da Família, em uma ação inédita.

?Somando todos os recursos, mais de R$ 1 bilhão é destinados à saúde pública do Paraná?, afirmou, acrescentando que o Paraná também triplicou a sua participação na assistência farmacêutica.

O presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Paraná, Antonio Carlos Nardi, disse que a cada ano o congresso é aprimorado. ?O Cosems tem uma história de luta pelo melhor atendimento à população e este é, sem dúvida, o maior evento promovido pela entidade?, relatou.

O presidente do conselho nacional dos secretários municipais de saúde, Sílvio Fernandes, destacou a história do Paraná na luta pela saúde. ?São poucos os Estados que realizaram tantos congressos de secretários municipais de saúde?, observou.

Experiências ? Entre os participantes, era grande a expectativa pelo início dos trabalhos. O secretário de saúde de Cambé, no Norte do Estado, Nereu Mansano, avaliou o evento como ?extremamente positivo?. ?É um momento em que podemos discutir políticas públicas de saúde, nos atualizarmos e trocarmos experiências. Assim aprimoramos os serviços e quem ganha é a população?, analisou.

O evento deste ano, que tem como tema central ?A construção de uma gestão compartilhada?, trará à tona discussões sobre a atenção básica à saúde, a legislação do SUS e os instrumentos de gestão, assim como diversos outros temas relacionados à saúde pública.

Também participaram da abertura do evento o prefeito de Umuarama, Luiz Renato; a secretária de Saúde do município, Maristela Ribeiro; o representante do Ministério da Saúde, Crescêncio Silveira Neto; a presidente do Conselho Estadual de Saúde, Maria Goretti Lopes; e o presidente da Associação dos Municípios do Paraná, Luiz Sorvos.