Brasília ? O secretário de Relações Exteriores do México, Luis Ernesto Derbez, reafirmou hoje (12) o interesse de seu país em integrar o Mercosul. "O México busca paulatinamente concluir as condições de ingressar no Mercosul", disse Derbez, depois de encontro com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim.

No ano passado, durante a 4ª Cúpula das Américas, em Mar del Plata, na Argentina, o presidente do México, Vicente Fox, disse que negociava a integração do país no Mercosul para meados de 2006.

De acordo com Derbez, durante 15 anos, o México não teve a visão de integração com os países do Sul, preocupação iniciada com o atual governo de Vicente Fox. O ministro Celso Amorim afirmou que o Brasil compartilha a visão mexicana sobre a integração latino-americana.

O secretário de Relações Exteriores do México visita o Brasil a convite do chanceler Celso Amorim. No encontro de hoje, Derbez e Amorim discutiram questões como a reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), cooperação nas áreas de cultura, combate ao tráfico de pessoas e desarmamento.

O México é hoje o quinto maior parceiro comercial do Brasil. Entre os anos de 2000 e 2005, as exportações brasileiras para o mercado mexicano cresceram em média 26,5%. No mesmo período, as vendas do México ao Brasil cresceram a uma taxa média de 7%.