A Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social e o Comitê Estadual de Investigação de Óbitos e Amputações Relacionados ao Trabalho do Paraná lançaram nesta quinta-feira (21) o quarto número do boletim informativo que aborda as questões relacionadas aos direitos do trabalhador em casos de acidentes de trabalho. ?A luta deve promover a prevenção. Queremos diminuir os casos de acidentes de trabalho por imprudência ou irresponsabilidade, e esse é o nosso papel?, afirmou o secretário Emerson Nerone.

Dezesseis mil exemplares do Boletim Investigação foram impressos e serão distribuídos para Sindicatos, Regionais de Saúde, Regionais de INSS e outros órgãos do Estado. ?A Secretaria custeou a impressão dos boletins e irá ajudar na distribuição deles pelo interior do Paraná. Mas a maior importância de termos a Secretaria do Trabalho como parceira é termos o apoio do Governo do Estado no combate e na prevenção dos acidentes de trabalho? declarou a presidente do Comitê, Roselene Sonda.

Na sua nova edição impressa, o Boletim Investigação traz, em suas oito páginas, o histórico dos dez anos de atuação do Comitê, as principais propostas levantadas durante o Seminário realizado pelo Comitê em maio deste ano e esclarece as atribuições de algumas instituições ligadas à segurança e direitos do trabalhador. Um artigo sobre acidentes de trabalho, a responsabilidade de poder público sobre a questão e informações para esclarecer dúvidas dos trabalhadores sobre seus direitos finalizam o informativo.

Atuação

O representante do Ministério Público do Paraná no Comitê, João Zaions, afirmou que o Ministério já moveu cerca de três mil ações acidentais e indenizatórias e que esse trabalho resultou em mais de R$ 500 milhões em indenizações. ?Nós constatamos, no caso das marcenarias para citar um exemplo, que existem máquinas com e sem proteção para vender. As com proteção são o dobro do preço das máquinas vendidas sem proteção, e os empresários normalmente ficam com as máquinas mais baratas. Isso resulta num número altíssimo de amputações e até mortes de trabalhadores no setor. São acidentes que poderiam ser evitados com a conscientização do empregador?, comentou o procurador de justiça.

Para o representante do Sindicato dos Marceneiros, que também participou do lançamento, Adriano da Silva, a conscientização dos trabalhadores também é muito importante para a diminuição dos acidentes de trabalho. ?O trabalhador deve ter consciência dos seus direitos, e não deve se submeter a qualquer condição de trabalho, colocando em risco a sua saúde?, defende Adriano.

Já o representante da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliários do Estado do Paraná ? Fetraconspar, João Maria Viana, afirmou que as ações do Comitê buscam a prevenção dos acidentes, para que o trabalhador não tenha que buscar seus direitos depois que o acidente já aconteceu. ?Para nós é importante a prevenção do acidente. Depois que você perde um membro do corpo, ou pior, um parente querido, a situação já é irreversível. Este Boletim Investigação vai ajudar a divulgar o trabalho de prevenção?.