A discussão sobre o tema educação tributária ganha espaço na realização do III Seminário Paranaense de Educação Fiscal, nesta segunda-feira (31), das 8h às 18h, no Teatro Marista Pio XII. O evento pauta seu programa nas reflexões e ações para a gestão participativa dos recursos públicos. O seminário está aberto à participação de professores das redes de ensino público e privado, empresários, representantes de associações, representantes dos poderes executivo, legislativo e judiciário, representantes de organizações não-governamentais, servidores públicos e convidados da comunidade.

Além da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Receita Federal e Estadual, Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa (NRE), participam da realização do Seminário as Secretarias Estadual da Fazenda, da Educação, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e a Secretaria da Receita Federal do Brasil contando com o apoio da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (Faciap) e da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG). O grupo gestor local do evento está constituído por Vanderson Romko (Coordenador Regional – UEPG), Antônio Jair dos Santos (Receita Estadual), Lucimara Gomes Garcia (NRE-PG), e Eurico Pereira de Souza Filho (Receita Federal-PG).

Palestras

O programa de abertura do seminário abre com a palestra ?Função social do tributo? (9h15 às 10h30), a ser proferida pelo advogado Eugênio Celso Gonçalves, pós-graduado em Administração e auditor da Receita Federal, em Belo Horizonte (MG). ?Reformas do Estado: parceria público privadas? (10h50 às 12h) é o tema da palestra de Ceci Vieira Juruá, economista, consultora e pesquisadora do Laboratório de Políticas Públicas da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

O advogado e chefe da Controladoria Geral da União no Estado do Paraná, Eduardo de Biaggi, profere a palestra ?Controle de gastos públicos? (13h30 às 14h30). A palestra ?Lei de responsabilidade social? (14h30 às 15h30) tem a presença do sociólogo Rudá Guedes Moises Ricci, mestre em Ciência Política, doutor em Ciências Sociais e professor da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Os questionamentos sobre os temas do seminário têm espaço das 15h30 às 16h, A programação do evento encerra com a entrega de certificados, das 17h às 18h.

Barca do Fisco

Antes da entrega dos certificados, o evento traz a apresentação da peça ?O Auto da Barca do Fisco ? uma proposta do uso do teatro na educação fiscal?, que numa linguagem direta visa a estimular a reflexão sobre a cidadania no tocante à arrecadação de tributos e sua adequada aplicação para garantir serviços públicos de qualidade. A peça tem inspiração no ?Auto da Barca do Inferno?, de Gil Vicente, do teatro medieval, que criticava a conduta da sociedade européia, em especial a portuguesa. A crítica está centrada na prosperidade da sociedade portuguesa devido à expansão marítima associada à injustiça social, à exploração de outras nações e à busca do enriquecimento fácil e, por vezes, ilícito, sem o correspondente suor do trabalho.

Mesmo em uma análise superficial, percebe-se que do mundo medieval para o atual, as mudanças foram muito pequenas. Por isso, a peça se inspirou no texto de Gil Vicente e faz uma crítica ao modo de vida distorcido de vários elementos da sociedade contemporânea. Também foram adicionados elementos do teatro moderno ao espetáculo a partir da inspiração no texto ?O Auto da Compadecida?, de Ariano Suassuna, que, pela intervenção da Compadecida, ressalta o lado bom das pessoas. Portanto, traz a mensagem do bem e do mal que habitam em cada um de nós, e que o mal só predomina quando o homem é submetido a extremas dificuldades ou a uma formação moral distorcida.

Com texto de Marcílio Hubner de Miranda Neto, ?O Auto da Barca do Fisco? tem Laura chaves na direção da peça. O cenário, figurino e iluminação são de Reinaldo Soriani. A trilha sonora está com Laura Chaves e Marcelo Galdioli. Os consultores são Décio Rui Pialarissi, Gerry César Barankievcs e Maria Inês Bataglini. Apoio Cultural: Universidade Estadual de Maringá (UEM), Promud, Gefe-PR, Receita Federal e Receita Estadual de Maringá. Apoio financeiro: Sociedade Eticamente Responsável ? SER de Maringá.

Serviço
III Seminário Paranaense de Educação Fiscal
Local: Teatro Marista Pio XII.
Data: 1º de novembro
Hora: 8h às 18h,
Endereço: Rua Rodrigues Alves, 701 ? Jardim Carvalho.