A Coordenadoria Estadual Antidrogas ? Cead pretende implantar em 2005 o "Projeto de Prevenção Interna" na Secretária da Justiça e da Cidadania para orientar os funcionários sobre conhecimentos e atitudes para a convivência em um ambiente saudável de trabalho. O principal foco do trabalho será a convivência com colegas alcoólatras.

A proposta do programa é evitar situações de comprometimento da execução de sua tarefas, relações interpessoais e preconceito com as pessoas que podem estar envolvidas com o alcoolismo, uma doença que exige tratamento adequado para total recuperação. "Com o projeto, essas pessoas poderão recorrer a uma ajuda especializada", comentou o assessor da Cead, Jônatas Davis de Paula.

"A Coordenadoria estima que este trabalho seja realizado de forma multiprofissional e, sempre que possível, com a parceria do Grupo de Recursos Humanos da Secretaria", completou Jônatas. A Secretaria tem no total 2.478 funcionários divididos nas unidades sede (118) Departamento Penitenciário (1.936), Defensoria Pública (217) e Procon (207).

OMS

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que de 10% a 15% da população mundial têm problemas com álcool e 71% dos usuários de drogas estão empregados atualmente nos Estados Unidos. Segundo o levantamento, os trabalhadores que usam drogas, comprometem gravemente seu desempenho profissional. Comparado com o nível do empregado médio, um típico usuário "recreativo" de drogas na força de trabalho hoje apresenta diversos tipos de risco.

De acordo com Jônatas, "o uso indevido de drogas em nossos dias é apenas o sintoma de uma sociedade rica em meios, mas pobre em qualidade de vida, gerando uma das enfermidades mais crônicas de nossos tempos, a dependência das drogas". Para ele, o que está por trás do fenômeno do abuso de drogas é a perda do valor da vida humana, "gerando uma falta de sentido e de significado maior para o existir", comentou o assessor da Cead.