Graças a dois gols do goleiro Rogério Ceni, o São Paulo arrancou um empate por 2 a 2 contra o Cruzeiro hoje no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG). Com isso, o time tricolor garante a permanência na liderança do Campeonato Brasileiro – ajudado pela derrota do Santos -, chegando aos 34 pontos na classificação, três a mais que o time santista.

Quem teve motivos para comemorar foi Rogério Ceni, que se tornou o goleiro com mais gols marcados no futebol (64). Por outro lado a situação ficou ruim para o Cruzeiro, que com este empate chega aos 27 pontos, mas segue em posições intermediárias na classificação, sendo que não vence há seis partidas.

O primeiro tempo foi bastante movimentado, um jogo aberto e com os dois times criando boas chances. E quem saiu na frente foi justamente o Cruzeiro, logo com sete minutos de partida. Francismar avançou pela esquerda e cruzou, mas Alex Silva desviou no caminho e acabou marcando o gol contra.

A segunda vez que a bola balançou a rede foi aos 34 minutos. Num rápido contra-ataque, Sandro passou para Michel invadiu a área e chutou. Rogério Ceni desviou, mas o próprio Michel conseguiu aproveitar o rebote e só tocou para o fundo da rede, fazendo 2 a 0 para o time da casa.

Os torcedores cruzeirenses ainda tiveram a chance de ver sua equipe ampliar a vantagem. Wagner sofreu falta de Josué na área e o árbitro Leonardo Gaciba marcou o pênalti. O próprio Wagner bateu no lado direito de Rogério Ceni, à meia-altura, e o goleiro são-paulino espalmou.

Foi aí que a boa fase virou de lado. Aos 42 minutos, em uma falta na entrada da área, Rogério rolou, Josué ajeitou e o capitão mandou a bola no canto esquerdo, rente à trave, indefensável.

No segundo tempo o time tricolor continuou atacando e, aos 15 minutos, Aloísio foi derrubado na área por Luisão. Rogério Ceni bateu e marcou mais um gol, seu 64.º na carreira. Depois disso os dois times continuaram atacando, criando boas chances, mas graças aos goleiros Fábio e o próprio Rogério a partida terminou empatada.

Ficha técnica:

Cruzeiro 2 x 2 São Paulo

Cruzeiro – Fábio; Luizão, Edu Dracena e Gladstone (Júlio César); Michel, Élson, Sandro, Wagner e Francismar; Alecsandro (Élber) e Geovanni (Kerlon). Técnico: Oswaldo Oliveira.

São Paulo – Rogério Ceni; Edcarlos, Alex Silva e Fabão; Souza (Thiago), Mineiro, Josué, Danilo e Lúcio; Leandro (Ilsinho) e Aloísio (Alex Dias). Técnico: Muricy Ramalho.

Gols – Alex Silva (contra), aos 7, Michel, aos 34, e Rogério Ceni, aos 42 minutos do primeiro tempo; Rogério Ceni (pênalti), aos 16 minutos do segundo tempo.