O meia Jorge Wagner, campeão da Taça Libertadores pelo Internacional, em 2006, e que estava no Bétis, da Espanha, é a novo reforço do São Paulo para a temporada deste ano. O jogador, de 28 anos, também era pretendido pelo Grêmio, mas a proposta do clube do Morumbi foi melhor. O acordo com Jorge Wagner, – US$ 175 mil pelo empréstimo até o fim do ano -, ameniza um pouco a falta de opções no elenco são-paulino, que ainda sofre com a perda de Mineiro (foi para o Hertha Berlim), e a falta de volantes: atualmente, Josué é o único jogador da posição no grupo.

Depois de esperar um mês pela definição de Mineiro e ouvir as reclamações do técnico Muricy Ramalho e até do goleiro Rogério Ceni sobre a falta de opções no elenco – há dias, o treinador não tem 22 jogadores à disposição nem para fazer treinos coletivos – a diretoria resolveu se mexer, já que faltam 11 dias para inscrever o elenco para a Libertadores. Carlos Alberto, do Figueirense, pode ser a última tentativa.

‘Já trouxemos vários reforços, e são bons jogadores. Vamos anunciar mais, até o fim da semana’, afirmou Carlos Augusto Barros e Silva, vice-presidente de Futebol.

Antes de Jorge Wagner, o São Paulo havia contratado Rafinha, Hugo, Jadilson e Borges, que, no entanto, ainda não mostraram futebol para fazer a torcida esquecer de antigos titulares, como Fabão e Danilo.