Durante visita ao Oeste do Estado, o presidente da Sanepar, Stênio Jacob, fez contato com os prefeitos dos municípios que estão com o contrato de concessão de serviços vencido. Na quarta-feira (23), Stênio se reuniu com o prefeito de Toledo, José Carlos Schiavinato, e com de Nova Aurora, Pedro Leandro Neto. O objetivo dos encontros foi retomar as negociações sobre a parceria nos serviços de saneamento básico dos municípios.

Em Toledo, o presidente apresentou as obras que já estão em execução e os investimentos planejados para ampliar o sistema de esgoto da cidade. Até o final deste ano, Toledo vai receber R$ 3,7 milhões para ampliação da infra-estrutura de saneamento básico. Com essas obras, o índice de atendimento vai ser ampliado de 35 para 50% da população local. Na proposta de renovação da concessão com a cidade, a Sanepar assume o compromisso de atender, até 2012, a 80% da população urbana com os serviços de coleta e tratamento do esgoto.

Para atingir essa meta, a empresa vai buscar mais de R$ 20 milhões junto aos organismos financeiros. "A capacidade de endividamento da Sanepar é a ferramenta que garante os recursos para atender às necessidades de saneamento dos municípios", destacou Stênio. Os investimentos vão permitir, ainda, que a empresa faça as adequações necessárias à legislação ambiental vigente em duas das estações de tratamento de esgoto de Toledo. O prefeito Schiavinato afirmou que vai analisar os detalhes da proposta e encaminha-la para a Câmara Municipal ainda na primeira quinzena de março.

Nova Aurora

No encontro com o prefeito Pedro Leandro, o presidente reafirmou a disposição da Sanepar em manter a concessão dos serviços de água e esgoto do município. "Queremos uma negociação transparente, que garanta os investimentos que Nova Aurora necessita", afirmou. Apesar da concessão estar vencida desde o ano passado, a Sanepar continua operando o sistema e mantendo os investimentos necessários para que a população de Nova Aurora receba água tratada em seus imóveis.

Stênio disse, ainda, que a empresa trabalhou muito para a universalização dos serviços de água e que, a partir de agora, a meta é implantar e ampliar os serviços de esgoto. "A Sanepar tem como meta, atingir, até 2012, o índice de 65% de atendimento com coleta e tratamento de esgoto nos municípios que tenham de 5 a 50 mil habitantes". A proposta de investimentos para que Nova Aurora alcance esse índice é de mais de R$ 3,1 milhões de reais.

Investimento social

Stênio reafirmou também o compromisso social da Sanepar. Para isso, o governador Roberto Requião ampliou os critérios do Programa Tarifa Social com o objetivo de garantir os serviços de saneamento básico para toda a população. "Além disso, a Tarifa Social não teve reajuste neste ano: as famílias cadastradas continuam pagando apenas R$ 5,00 por 10 mil litros de água e R$ 2,50 pelo esgoto", afirmou Stênio. No Paraná cerca de 1,3 milhão de pessoas já usufruem desse benefício.

Para 2005, o investimento social da empresa também foi ampliado com a redução de 44% nas tarifas de água e esgoto para os pequenos e micro-estabelecimentos comerciais. Agora são R$ 81 milhões por ano. "Essa é a contribuição social da Sanepar e do governo do Estado, que estimulam cada vez mais a economia paranaense e garantem mais qualidade de vida à população através do acesso aos serviços de saneamento básico", ressaltou o presidente.