São Paulo ? A apresentação de 87 roteiros turísticos desenvolvidos pelo Programa de Regionalização do Turismo ? Roteiros do Brasil será uma das atrações do 2º Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, que ocorre de 2 a 6 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo. Os organizadores esperam receber mais de 100 mil visitantes.

O programa como objetivo alcançar a meta do Plano Nacional do Turismo, que prevê, até 2007, três roteiros em cada estado com padrão de qualidade internacional. A programação da feira foi apresentada esta semana pelo ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia.

Segundo ele, a regionalização é a forma "mais eficaz e moderna" de desenvolver o turismo, por reunir em um único circuito mais de uma atração em cidades da mesma região. "O turista quer ir a um lugar, mas não necessariamente em uma única cidade para ver um único atrativo, ficar lá algumas horas e voltar", disse. "Se oferecermos atrativos em uma região turística que são conjuntos de cidades próximas, esse conjunto harmônico, chamado de circuito turístico, atrai o turista e faz com que ele permaneça mais tempo no local", acrescentou.

A expectativa, de acordo com o ministro, é que neste ano sejam apresentados 541 roteiros turísticos, um volume 20% maior que em 2005. "Nossa idéia é mostrar uma diversidade enorme de novos destinos turísticos, por meio de locais, circuitos ou regiões".

Outra atração da feira será o Balcão de Comercialização, um espaço no qual os agentes de viagem estarão disponíveis para receber os consumidores que queiram obter informações sobre os produtos turísticos. De acordo com o ministério, os visitantes poderão comprar pacotes de viagem a preços mais baixos que os adquiridos no mercado.

Durante a feira, também será lançado o programa Vai Brasil, que visa baixar os preços dos pacotes turísticos para incentivar o turismo nem épocas de baixa ocupação. "Nós queremos facilitar para o trabalhador, o aposentado para que eles possam viajar para lugares onde ele nunca sonhou a preços do tamanho do bolso dele", disse Guia, segundo quem, dois terços dos brasileiros não fazem nenhuma viagem por ano e um terço viaja pelo menos uma vez por ano.

O ministro afirmou que o programa tem adesão de 25 entidades, entre hotéis, operadoras de turismo, empresas de transporte aéreo e locadoras de veículos. "Em baixa temporada, 40% dos leitos dos hotéis ficam vazios e 30% dos assentos dos aviões, desocupados. Mesmo com as promoções, não há como ocupar esse espaço. O Vai Brasil vai permitir isso".