Ronaldo será jogador do Milan amanhã. O vice-presidente Adriano Galliani se reunirá em Madri com os dirigentes do Real e assinará a transferência do centroavante. Na terça-feira de manhã ele voltará para Milão, já em companhia do jogador.

Galliani afirmou que a diferença para fechar o negócio é de "apenas 1 milhão de euros" (cerca de R$ 3 milhões). "Irei amanhã à Espanha, onde tenho uma reunião com o presidente de Real Madrid", comentou o vice-presidente, antes do confronto entre Milan e Parma pela rodada de hoje do Campeonato Italiano.

Silvio Berlusconi, o dono do Milan, esteve hoje no Estádio San Siro vendo o time ganhar do Parma por 1 a 0 e deu a seguinte declaração sobre a contratação de Ronaldo. "Estou feliz de ver que nossos torcedores ficaram entusiasmados com a notícia. Um pouco menos entusiasmados ficaram os administradores do grupo.

Ele se referia aos diretores das empresas que formam o seu império, porque o dinheiro para a contratação de Ronaldo – e também do lateral Oddo – sairá dos cofres da Fininvest. O Milan não pode usar seu dinheiro agora porque seu balanço financeiro não foi positivo e, pela legislação italiana, quando isso ocorre o clube é proibido de mexer em suas contas para investir em reforços. Sua irmã Marina Berlusconi era frontalmente contra a utilização de recursos da Fininvest para bancar a chegada do atacante.

Ronaldo, que usará a camisa 99, já virou fonte de renda para os vendedores ambulantes em Milão. Na porta do estádio, já havia cachecóis com as cores do Milan e o nome do atacante. "Fico muito feliz em saber disso", disse Galliani.

Depois do jogo, o técnico Carlo Ancelotti acabou com a especulação de que Ronaldo poderia estrear já no jogo de quarta-feira contra a Roma, fora de casa, pelas semifinais da Copa da Itália. "Não existe a mínima chance de isso acontecer. Nem penso nessa possibilidade.

Os testes físicos a que Ronaldo se submeteu na sexta-feira em Milão mostraram que ele não está na forma física ideal e precisará trabalhar duro para chegar ao estágio em que se encontra o elenco. Ele não entra em campo desde o dia 7. De lá para cá, não foi mais utilizado pelo técnico Fabio Capello.