A terceira etapa do Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 136.802 inscrições. Destinado à concessão de bolsas de estudo integrais e parciais (meia-bolsa) em instituições privadas de ensino superior, com ou sem fins lucrativos, o ProUni oferece 112.416 bolsas. Nesta etapa, foram abertas 16.575 vagas, entre elas 12.786 destinadas a cotas para candidatos afrodescendentes e indígenas. A lista dos alunos pré-selecionados será divulgada na próxima segunda-feira na página do programa na internet.

A partir daí, as instituições de ensino superior participantes do programa receberão a listagem dos alunos pré-selecionados pelo Ministério da Educação em todas as três etapas. Até o dia 11 de fevereiro, os candidatos deverão procurar as universidades para comprovar as informações prestadas na ficha de inscrição. É necessário apresentar carteira de identidade própria e dos demais componentes do grupo familiar, CPF, comprovante de residência dos integrantes da família e comprovante dos períodos letivos cursados em escola pública, quando for o caso.

Em todas as fases do ProUni, inscreveram-se 535.834 candidatos. Foram 244.088 na primeira etapa e 154.944 na segunda.

O objetivo do programa é modificar a realidade do ensino superior no Brasil. O país figura entre as nações da América Latina com uma das mais baixas taxas de acesso ao ensino superior. Apenas 9% dos jovens brasileiros entre 18 e 24 anos estão na faculdade. No Chile, esse número é de 27% e na Argentina, de 39%.