Foto: Fábio Alexandre e João de Noronha
Requião só fala hoje. Osmar: projeto alternativo.

Diferentemente do que as pesquisas de intenções de voto indicavam, deu segundo turno na disputa ao governo do Estado do Paraná.

O governador Roberto Requião (PMDB), candidato à reeleição, alcançou pouco mais de 42% dos votos válidos.

O senador Osmar Dias (PDT) conquistou muito mais votos do que as pesquisas indicavam e chegou a quase 39% dos votos dos paranaenses.

O senador Flávio Arns (PT) ficou na terceira colocação e Rubens Bueno (PPS) ocupou o quarto lugar.

Durante a apuração dos votos, o clima já não era bom no comitê central de Roberto Requião. A movimentação era pequena. A assessoria de imprensa do candidato informou que ele falará apenas hoje sobre o resultado das urnas.

Entretanto, havia enorme festa na concentração de Osmar Dias, que teve um desempenho surpreendente. ?Recebo o resultado desta eleição com muito entusiasmo, agradecendo a todos os paranaenses que acreditaram em minhas propostas e confiaram na necessidade de mudarmos a forma de se fazer política no Paraná. Para o segundo turno, pretendo propor um projeto alternativo de governo que será apresentado contra uma proposta de continuidade?, comentou.

Para obter a vitória, Osmar espera contar com o apoio do irmão, o senador eleito Álvaro Dias, e diz que vai iniciar conversações com outros candidatos que disputaram a eleição e que, ao longo de suas campanhas, apresentaram propostas sérias.

?Devo contar com o apoio do PFL, do PSDB e de outros partidos. Com mais apoio, tenho convicção que faremos uma votação muito maior no segundo turno?, acredita Osmar.