O governador Roberto Requião vai liberar R$ 4 milhões para reforma e ampliação do pronto-socorro do Hospital Universitário de Londrina (HU). Esse setor do hospital funciona há 25 anos sem qualquer investimento em infra-estrutura, o que restringiu o número de atendimentos. O anúncio dos novos recursos foi feito durante visita, nesta quinta-feira (01) pela manhã, ao novo Centro de Tratamentos de Queimados do HU, em que já foram aplicados R$ 4 milhões.

O Centro será o quarto do Sul do país. A obra já foi concluída e será entregue após a conclusão das licitações para compra dos equipamentos. ?O que está sendo investido em cifras não é mais importante do que a intenção de oferecer segurança na saúde pública do norte do Paraná?, disse Requião.

O governador explicou que a universidade está comprando equipamentos, através de pregão eletrônico e que o processo deve ocorrer o mais rápido possível para garantir o inicio dos atendimentos. ?Faltou concorrente e no próximo dia 9 será o processo será repetido, com isso o hospital poderá iniciar seu funcionamento?, explicou o governador.

Vão ser adquiridos para o Centro equipamentos com tecnologia de última geração para o atendimento de pacientes com queimaduras. De acordo com o secretário da Saúde, Cláudio Xavier, o local contará com uma câmara hiperbárica, equipamento altamente sofisticado que proporciona melhora mais eficaz e rápida no tratamento de infecções coadjuvantes que ocorrem em pacientes queimados. ?Este hospital é a prova de que o serviço público pode e deve ser de qualidade?, disse o secretário da saúde.

De acordo com o diretor do Hospital Universitário de Londrina, Francisco Eugênio Alves de Souza a reforma do pronto-socorro é o sonho dos funcionários que atuam no local, assim como a construção do Centro de Queimados uma reivindicação antiga da região Norte. ?Teremos um dos centros de tratamentos de queimados mais modernos do mundo, graças à visão que o governador Requião tem para administrar a saúde do Paraná?, agradeceu o diretor.