“Renda é principal entrave ao uso da internet”, revela pesquisa

O principal motivo para a não utilização da internet no País é a falta de acesso a microcomputadores, revela pesquisa divulgada nesta sexta-feira (23) pelo IBGE. De acordo com o levantamento, entre as pessoas de 10 anos ou mais de idade que não utilizam a internet, 37,2% alegaram que não tinham acesso a microcomputador. Em segundo lugar entre os motivos apontados (20,9%), está o fato de que "não achavam necessário ou não queriam", seguido daqueles que "não sabiam utilizar a internet" (20,5%).

O presidente da Anatel, Plínio de Aguiar Araujo, disse que os dados revelados pela pesquisa confirmam que a renda é o principal empecilho à utilização da internet no Brasil. "Há a barreira da renda", disse.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2005 – na qual foram baseados os dados apresentados hoje -, do total de domicílios brasileiros, 18,6% têm computador e 13,7% estão ligados à internet.

Locais

O domicílio é o principal local de acesso à internet no País, seguido de local de trabalho, estabelecimento de ensino e centro público de acesso pago, segundo pesquisa divulgada hoje pelo IBGE. O levantamento mostra também que os usuários com maior rendimento (média domiciliar per capita de R$ 1.398) consistiam na maior parte dos que usavam a internet nos domicílios, enquanto os de menor renda (R$ 723) acessavam a rede, sobretudo, em locais públicos de acesso pago.

A pesquisa mostrou ainda que 52,4% dos usuários de internet acessavam a rede em mais de um local. Segundo o levantamento, o maior número de usuários (47,3%) usava a internet pelo menos uma vez por semana, mas não todo dia. Em seguida, destacaram-se os que usavam a internet pelo menos uma vez por dia (36,3%); os que usavam pelo menos uma vez por mês (11,7%) e os que acessavam menos de uma vez por mês (3,1%). A pesquisa é relativa ao ano de 2005.

Finalidades

Enquanto as mulheres usam a internet especialmente para educação e aprendizado, os homens acessam a rede sobretudo para lazer, transações bancárias e compras, segundo destacou a gerente da pesquisa, Maria Lucia Vieira.

Para o total de usuários de internet no País, a educação e o aprendizado são o principal motivo de acesso (71,7%), enquanto a compra de bens e serviços ainda mobiliza poucos usuários (13 7%). A pesquisa refere-se à população acima de 10 anos de idade e foi realizada em 2005.

Ainda de acordo com o IBGE, os usuários com maior rendimento domiciliar per capita (R$ 1.770) são aqueles que usam a internet com a finalidade de comprar ou encomendar bens ou serviços, enquanto os de menor renda (R$ 1.011) buscam a rede para atividade de lazer.

Segundo Maria Lucia, as pessoas que utilizam a internet com as finalidades de operações bancárias e financeiras, para interagir com autoridades públicas ou comprar bens e serviços têm idade média, escolaridade média e rendimento domiciliar mensal per capita mais elevados.

Voltar ao topo