O julgamento do ex-deputado federal Hildebrando Pascoal, acusado de matar um
policial civil no Acre, foi reiniciado às 10h00 deste domingo (13) na Justiça
Federal em Brasília, mas não tem previsão para acabar. Pela manhã foi retomado o
depoimento da penúltima testemunha de acusação, o policial militar Sebastião
Uchôa Castelo, que começou a ser ouvido ontem (12). Em seguida será ouvida a
última testemunha de acusação, Marcos Figueiredo, e só depois serão chamadas as
testemunhas da defesa. Hildebrando está preso desde 1999 por outro homicídio e
por formação de quadrilha.