A assessoria de imprensa do Ministério da Fazenda esclareceu esta noite que o compromisso do ministro da Fazenda, Guido Mantega, assumido com centrais sindicais, é de não realizar operações especiais com devassa nas empresas de uma pessoa só. Segundo a assessoria, a Receita Federal vai continuar cumprindo o seu papel de fiscalizar.

O ministro Mantega recebeu nesta terça-feira (3) o presidente da Força sindical, Paulo Pereira da Silva. Após o encontro, o sindicalista informou que Mantega teria concordado em negociar uma alternativa à emenda 3. A assessoria de imprensa da Fazenda confirmou que Mantega se comprometeu a pedir ao presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), que não ponha em votação o voto do presidente enquanto as negociações estiverem ocorrendo.