A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), resultados regionais, registrou redução em quatro das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) na terceira semana de março, ante o resultado da semana anterior.

Com isso, a taxa nacional teve redução de 0,03 ponto percentual na terceira semana de março. Ficou em 0,24%, ante 0,27% da semana anterior. O resultado foi influenciado pela queda nos preços dos alimentos, de 0,33% para – 0,03%.

Os destaques foram frutas (1,69% para ? 0,59%), hortaliças e legumes (-0,40% para ?0,93%) e aves e ovos (-2,98% para ?3,53%).

De acordo com levantamento divulgado hoje (24) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a redução do IPC-S só não foi maior por causa da contínua elevação dos preços dos combustíveis: o álcool passou de alta de 10,68% para 13,44% e a gasolina, de 1,92% para 2,45%.

Porto Alegre é a capital onde o IPC-S apresentou o maior índice de desaceleração. A taxa passou de 0,35% para 0,17%. O índice apresentou elevação nas cidades de Salvador (0,49% para 0,58%), Brasília (0,15% para 0,23%) e Belo Horizonte (0,20% para 0,27%).

Para o cálculo do IPC-S, são considerados os preços de cerca de 450 produtos e serviços agrupados em sete classes de despesas de famílias com renda mensal de até 33 salários mínimos.