O presidente do PT, Marco Aurélio Garcia, encaminhou hoje (20) carta ao presidente do PMDB, Michel Temer, propondo um acordo político para que os dois partidos comandem a Câmara dos Deputados durante todo o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O PT indicaria o candidato à presidência da Câmara para o biênio 2007/2008 com o apoio do PMDB, que em troca receberia suporte do PT para um candidato seu em 2009/2010.

Michel Temer disse à imprensa que vai submeter a carta à avaliação de todos os deputados do PMDB e que, no início de janeiro, deve reuni-los para tomar uma decisão. "É a bancada que vai decidir sobre a proposta do PT".

Na carta, Garcia afirma: "Precisamos eleger um presidente da Câmara visando ao fortaleciemnto da Casa, à coesão e à estabilidade necessários para o bom andamento dos trabalhos e inclusive para que o governo eleito possa aplicar seu programa". Frisa, no entanto, a intenção de que a oposição "tenha todo o espaço próprio no Parlamento, como corresponde aos regimes democráticos".

A carta, assinada também pelo líder do governo e candidato do PT à presidência da Câmara, Arlindo Chinaglia (SP), cumprimenta o PMDB pelos 40 anos de existência e ressalta a importância do partido na coalizão governamental e na condução dos trabalhos no Congresso.