O presidente do PSDB, Tasso Jereissati, e o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) vão chamar o líder do PSDB na Câmara, Antonio Carlos Pannunzio, para uma conversa assim que terminar a votação para a presidência do Senado, iniciada por volta de meio-dia.

Eles querem saber o que levou Pannunzio a participar, ontem à noite, de jantar em apoio a candidatura do petista Arlindo Chinaglia (SP) à presidência da Câmara. A presença de Pannunzio teria surpreendido até os parlamentares do PT. Na avaliação de Jereissati e de Virgílio, a presença de Pannunzio no jantar enfraquece a candidatura do tucano Gustavo Fruet (PR).