O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), recebeu nesta quinta-feira (21) o apoio oficial do PSB à sua reeleição para o cargo. Pouco mais de 12 horas depois de ter recebido a notícia de que o PDT fechara com ele, garantindo mais quatro votos na disputa contra o pefelista José Agripino (RN), Renan conquista agora o apoio de mais três senadores: Antonio Carlos Valladares (SE), Renato Casagrande (ES) e Patrícia Sabóia (CE).

José Agripino foi comunicado ontem à noite pelo líder do PDT, Osmar Dias, e pelo senador Cristovam Buarque (DF) que o partido ficará com Renan para a presidência do Senado. "Isso vai implodir minha candidatura", teria dito o senador, segundo relato de um pefelista. Ainda assim o dirigente do PFL afirma que há espaço para uma candidatura da oposição e que não deverá renunciar à disputa.