As pessoas que visitam diariamente os estandes das entidades envolvidas no programa Paraná em Ação, no Centro Cívico, em Curitiba, estão tendo a oportunidade de conhecer os programas e as ações do Provopar- Programa do Voluntariado Paranaense, que nos últimos anos tem procurado implementar projetos de geração de renda, valorizando o trabalho dos paranaenses.

No estande do Provopar, o público tem contato com artesãos, que desde o início do Paraná em Ação estão no local trabalhando na confecção de algumas peças em cerâmica, em cabaças e em látex, na tentativa de despertar, principalmente nas crianças e jovens, o interesse pelo artesanato e arte popular.

É o caso do artesão João Alberto Vasco de Andrade, que ficou conhecido por ?João do Lixo?, por sua arte de transformar o lixo em verdadeiras obras de arte.

A exposição de peças feitas de sucata de ferro dos artesãos Luis Pompeo e Vanderlei Grutzmann também despertaram a atenção do público visitante. No mês passado, as obras dos dois artesãos curitibanos foram expostas pelo Provopar no Carreau du Temple, em Paris, e agradaram em cheio aos franceses e europeus presentes ao Espaço Brasil.

Todos esses artesãos são participantes do programa Arte Nossa, que tem como objetivo resgatar, valorizar, expandir, fortalecer e promover o artesanato paranaense, ao mesmo tempo em que mantém viva as tradições locais.

Houve uma grande procura pelas cestarias produzidas pelos índios das tribos Kaingang e Guarani e que são participantes do programa ?Artesanato que Alimenta?.

?Esse programa resgata a cultura indígena, como a tradição do escambo, trocando alimentos por artesanato genuinamente indígena, incentivando a cultura e, ao mesmo tempo, amenizando o problema da falta de alimentos nas aldeias?, disse Lucia Arruda, presidente do Provopar Ação Social.

Em vídeos e fotos, foi possível ao público conhecer o programa de cooperativismo, através das cozinhas e padarias de geração de renda, empresas de confecções, pesca e artesanato em cerâmica e fibras.

?O cooperativismo foi a melhor forma que encontramos para desenvolver nossos projetos de geração de renda. Hoje, temos cooperativas formadas e dirigidas pelos próprios cooperados em Lidianópolis, Pontal do Paraná, Guaraqueçaba, Borrazópolis, Cambira, Ibaiti, Japira, Ariranha do Ivaí, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Palmeira?, destacou Lucia Arruda.

Para as crianças, a maior sensação apresentada pelo estande do Provopar foram os personagens do ?Bocão?, um programa de saúde bucal, que em caráter experimental atendeu cerca de 14 mil crianças em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba. Agora, o programa está sendo preparado para ser executado em outros municípios.

 Através do ?Bocão? são distribuídos kits de higiene bucal (escova e pasta de dente, fio dental e gibi ilustrativo com dicas sobre os cuidados com os dentes). Além do mais, as crianças assistem a uma peça de teatro, participam de palestras, brincadeiras e passam pelo ?escovódromo?, onde aprendem a escovar os dentes de maneira correta.

Portanto, quem quiser visitar o estande do Provopar poderá fazê-lo nesta quarta-feira, das 9 às 17 horas, no Centro Cívico, em frente ao Palácio Iguaçu. O Paraná em Ação teve início no último dia 1º e já foi visitado por mais de 100 mil pessoas.