A produção industrial brasileira caiu -2,5% em julho, refletindo a queda registrada em oito dos doze locais pesquisados pelo IBGE. O Paraná foi uma das exceções, com incremento de 5,8% sobre o resultado de julho do ano passado, em função do bom desempenho das exportações e da agroindústria. Os números positivos foram influenciados pela mecânica (colhedeiras), química (fertilizantes) e produtos alimentares (café solúvel). Também tiveram aumento de produção: Espírito Santo (12,5%), apoiado no perfil exportador e aumento da produção de petróleo, região Sul (1,0%) e Minas Gerais (0,1%). (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)