Produção de casulos de seda aumenta 11,47%

A produção de casulos de seda (sericicultura) no Paraná, na safra 2005/2006, aumentou 11,47% em relação à safra anterior. Os sericicultores paranaenses produziram 7.141 toneladas de casulos nesta safra, contra 6.405 toneladas na anterior. O aumento da produção é ainda mais significativo se considerarmos que o preço pago ao produtor foi 3,16% maior que na safra anterior, chegando a uma média de R$ 6,29 por quilo.

?O aumento na produção paranaense é explicado basicamente pelo aumento da produtividade e do número de sericicultores, embora a área de cada produtor tenha diminuído?, comenta José Carlos Morosini Zaia, técnico da Secretaria Estadual da Agricultura. ?O segmento agroindustrial da seda participou com R$ 45 milhões na formação do Produto Interno Paranaense?, informa. O Paraná foi responsável por 88,69% da produção nacional, pouco menos que na safra anterior, quando a participação paranaense foi de 89,63%.

A redução da área média dedicada ao cultivo do bicho-da-seda pelos produtores mostra que a atividade está cada vez mais ligada à agricultura familiar, aponta Zaia. ?A área média do produtor na safra anterior era de 3,32 hectares. Nesta safra, houve redução de 35%, com a área média de 2,15 hectares por produtor?, detalha o técnico, que também é o gerente da Câmara Técnica do Complexo da Seda.

O número de municípios onde se cria o bicho-da-seda aumentou de 213 para 231 na safra 2005/2006, em relação à anterior. Nova Esperança é o município onde mais se produzem casulos, com cerca de 1.092 quilos, o equivalente a 15% da produção paranaense. O número de criadores foi de 6.462, 27% mais que na safra anterior, quando eram 5.089.

A produtividade aumentou 35% na safra 2005/2006, atingindo 513 quilos de casulos por hectare, na safra 2004/2005 foram 379 quilos por hectare. Parte desse aumento de produtividade pode ser explicado pelas melhores condições climáticas. Outra parte é atribuída a melhorias no manejo e nas variedades da amora usadas na criação dos bichos-da-seda. ?Tivemos ações da Secretaria da Agricultura distribuindo calcário e esterco aos produtores e orientando-os sobre adubação orgânica e química?, afirma Zaia.

A Câmara Técnica do Complexo da Seda estima que a produção de casulos vai aumentar 10% na safra 2006/2007. Segundo Zaia, este aumento na produção não deve afetar os preços dos casulos. ?Não há expectativa de redução da demanda no mercado internacional, que tem absorvido bem a produção brasileira?, diz Zaia. (AEN)

Voltar ao topo