Brasília – Os departamentos de proteção e defesa do consumidor (Procon) de 20 estados do país já fazem parte de uma rede integrada, o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). Com isso, os consumidores podem consultar via internet as reclamações mais recebidas por esses órgãos e quais são as empresas com maior número de consultas.

Para o diretor do Departamento Nacional de Defesa do Consumidor, Ricardo Morishita, esse sistema vai ajudar ainda mais na hora das compras. ?Antes de fazer uma compra, o consumidor pode saber qual é a conduta da empresa diante de uma reclamação?, afirmou.

A pesquisa por meio do Sindec pode ser feita de duas formas: pelo Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas, que dá acesso às empresas, ao tipo de reclamações contra elas e à ação adotada diante das queixas; e diretamente pelo nome da empresa que fornece o serviço.

O Sistema também tem um modelo de gestão que contribui para a definição de políticas públicas de defesa do consumidor. E deverá chegar a todos os estados e municípios.

Para que a população se previna e conheça, previamente à contratação, o comportamento dos fornecedores, as informações do Sindec estão disponíveis para consulta na página do Ministério da Justiça.