A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Paraná (Procon) anunciou hoje que irá abrir processo administrativo contra a Federação Paranaense de Futebol (FPF), por não ter cumprido diversos itens do Estatuto do Torcedor no jogo entre as seleções do Brasil e do Uruguai, realizado no Estádio Pinheirão. A entidade tem dez dias a partir da notificação para apresentar defesa.

Fiscais do Procon que estiveram no Pinheirão no dia da partida constataram a insuficiência de orientadores colocados à disposição do torcedor, assim como falta de preparo de muitos deles na resolução de problemas e na orientação do público.

Do relatório constam ainda as condições insatisfatórias dos sanitários, com falta de água, iluminação e rompimento de esgoto que provocou alagamento e mau cheiro, em banheiros de certos setores. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)