O presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), marcou para a próxima terça-feira a votação em Plenário do processo de cassação do mandato do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) por quebra de decoro parlamentar.

De Nova Iorque, onde participa da 2ª Conferência Mundial de Presidentes de Parlamentos, Severino Cavalcanti determinou que a Secretaria-Geral da Casa convoque todos os deputados para a votação.

O processo de cassação do deputado Roberto Jefferson foi aprovado no Conselho de Ética e aguarda deliberação do Plenário. Como a representação contra o deputado foi apresentada ao conselho há mais de 90 dias, nenhuma matéria pode ser votada pela Câmara antes do processo contra Jefferson.

A votação será secreta e em cédulas de papel. Para cassar os direitos políticos de um parlamentar, tornando-o inelegível até 2015, são necessários os votos de, no mínimo, 257 dos 513 deputados. Como aconteceu no Conselho de Ética, Jefferson terá direito de se defender das acusações no Plenário.

A representação contra Roberto Jefferson foi apresentada ao Conselho de Ética pelo Partido Liberal (PL). Jefferson é acusado de ter quebrado o decoro parlamentar ao denunciar o suposto pagamento de mesadas pelo PT a deputados do PP e do PL em troca de apoio ao governo.