Os detentos do presídio Urso Panda, em Porto Velho, se rebelaram ontem à tarde tomando 24 visitantes como reféns. Os presos exigem a troca da nova diretoria da casa de detenção, que tomou posse há menos de uma semana. A Polícia Militar se posicionou em volta do muro para impedir fugas.

O tenente Marcos Freire, do Comando de Operações Especiais (COE) da PM, está negociando a libertação dos reféns com os detentos. A diretoria do Urso Panda foi trocada após a fuga de 43 presos por meio de um túnel de 40 metros de extensão na semana passada. Apenas nove foram recapturados.