A Polícia Federal de São Paulo confirmou a prisão, até as 13h de hoje, de mais de vinte pessoas na operação Farol da Colina. Segundo a PF paulista, apesar de haver pessoas arroladas na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Banestado, há muitas envolvidas em outras investigações, o que faz desta operação uma ação paralela à Operação Albatroz da CPMI do Banestado. Segundo a PF, todas as pessoas estão envolvidas em crimes financeiros. Os mandados de prisão são temporários e os detidos aguardarão uma decisão judicial de manutenção ou revogação da prisão.

De acordo com a PF, ?esta é a maior operação já realizada pela Polícia Federal na história do país?. Seriam cerca de mil profissionais federais, entre agentes e delegados, atuando em sete estados do país. O maior contingente está mobilizado em São Paulo, onde a Polícia Federal tem o apoio de quarenta auditores da Receita Federal. Um novo balanço deverá ser divulgado pela PF até o final do dia.