As investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos deverão ser prorrogadas para o dia 24 de junho até sexta-feira, disse o presidente da CPI dos Bingos, Efraim Moraes (PFL-PB).

O pedido já tem 33 assinaturas, seis a mais do que o mínimo necessário para pedir a extensão dos trabalhos. "A nossa preocupação agora é completar um número maior de assinaturas possíveis para que tenhamos uma prorrogação compreendida por todos", disse.

Ao falar com a imprensa, Efraim Moraes voltou a destacar a importância da prorrogação dos trabalhos da comissão para que sejam concluídas as investigações com mais calma e tranqüilidade. "A prorrogação é preventiva, pois não podemos concluir um relatório a toque de caixa", afirmou o parlamentar.

Ele também voltou a rebater as críticas de que a CPI dos Bingos não está voltada para o propósito pelo qual foi criada: investigar e apurar a utilização das casas de bingo para a prática de crimes de lavagem de dinheiro.

Hoje a CPI ouviu depoimentos para investigar a denúncia de que o ministro Antonio Palocci, quando era prefeito de Ribeirão Preto, teria recebido propina da empresa Leão & Leão – prestadora de serviço de coleta de lixo na cidade.