A presidente da Brasil Telecom, Carla Cicco, acusada de espionagem ilegal contra
empresas concorrentes da área de telecomunicações, está prestando depoimento na
Diretoria de Inteligência da Polícia Federal, em Brasília. Ela chegou por volta
das 10 horas, e o depoimento deve durar até o meio-dia.

Carla Cicco
poderá ser indiciada por seu envolvimento no chamado caso Kroll. O outro
envolvido, o banqueiro Daniel Dantas será intimado amanhã e deve prestar
depoimento ainda esta semana. Os dois são acusados de terem encomendado grampos
telefônicos ilegais contra desafetos no Brasil, junto à empresa de auditoria
americana, Kroll Associate.