Curitiba terá participação especial na Cúpula Mundial das Grandes Cidades para o Clima, de 14 a 17 de maio, em Nova York. O prefeito Beto Richa foi convidado para apresentar o painel Transporte e Emissão de Gases, ao lado do prefeito de Londres, Ken Livingstone. A cúpula vai reunir prefeitos e lideranças empresariais das principais cidades do mundo.

Richa apresentará no painel o sistema de transporte coletivo de Curitiba, as ações de preservação do meio ambiente da cidade, e novos projetos, como a Linha Verde e o Biocidade. "Curitiba é considerada um modelo em transporte coletivo e proteção ao meio ambiente, por isso foi especialmente convidada a participar da cúpula", diz o prefeito.

A inserção de Curitiba nas grandes discussões sobre o meio ambiente cresceu nos últimos anos. Em março de 2006, a cidade sediou as Conferências da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre Biodiversidade e Biossegurança (COP8 e MOP3). Há 40 dias, a Curitiba recebeu a reunião da ONU sobre meio ambiente preparatória para a Conferência sobre Biodiversidade (COP 9), marcada para 2008, na Alemanha. Richa foi escolhido para levar à COP9 o relatório dos três dias de discussões – a chamada Declaração de Curitiba.

"A cúpula será uma grande vitrine para apresentar aos dirigentes de grandes cidades do mundo quais os programas curitibanos adotados para reduzir os efeitos das mudanças do clima", diz Richa. "Os governos municipais podem ter um importante papel para garantir o desenvolvimento de novas tecnologias ligadas à redução de gases poluentes."

O convite a Richa foi feito pelo prefeito de Londres, Ken Livingstone, que preside a Cities Climate Leadership Group (Liderança Climática das Quarenta Maiores Cidades), instituição conhecida como C-40 e organizadora da cúpula. Do Brasil, além de Curitiba, apenas São Paulo e Rio de Janeiro, que serão representadas pelos prefeitos Gilberto Kassab e César Maia, respectivamente.

A abertura da cúpula será no dia 14, quando os participantes serão recepcionados por representantes do governo e do empresariado de Nova York. Todo o evento será no prédio Hearst Tower, considerado um dos mais ecológicos do mundo.

No dia 15, além do primeiro painel com Richa e Livingstone, haverá mais três painéis, sobre Energia, Água e Construções. No painel Água, o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, apresentará o plano de transformar Nova York na cidade com mais área verde dos Estados Unidos.

No dia 16, os prefeitos participam de mais três painéis: Transportes e Combustíveis, Energia e Resíduos. Ainda no dia 16, haverá a Assembléia Geral do grupo C-40, ao qual Curitiba é afiliado. No mesmo dia, os participantes da cúpula têm um encontro com o ex-presidente americano Bill Clinton. A conferência de encerramento da cúpula será no dia 17.

A meta do grupo C-40 é desenvolver iniciativas e dar suporte aos governos municipais em ações sobre energia e emissões associadas ao consumo de eletricidade, aquecimento, resfriamento, indústria local, transporte e lixo. As cidades que fazem parte do C-40 colaborarão num teste piloto de evolução, para a seleção de novas tecnologias.

O C-40 tem 28 cidades que são membros efetivos: Bangcoc, Berlim, Bogotá, Buenos Aires, Cairo, Caracas, Chicago, Nova Délhi, Daca, Houston, Istambul, Jacarta, Johannesburgo, Londres, Los Angeles, Madri, Melbourne, Cidade do México, Moscou, Nova York, Paris, Filadélfia, Rio de Janeiro, Roma, São Paulo, Seul, Tóquio e Toronto.

Curitiba é uma das 12 cidades que são membros afiliados. São membros afiliados cidades que não têm população grande para figurar entre as maiores cidades do mundo, mas que são afiliadas ao C-40 por terem ações importantes em relação a energia, transporte e meio ambiente. As outras 11 cidades afiliadas são: Austin, Barcelona, Copenhague, Heidelberg, Nova Orleans, Portland, Roterdã, Salt Lake, São Francisco, Seattle e Estocolmo.