PPS, PSB, PC do B, PDT e PV deverão formalizar na próxima semana um bloco partidário com 71 deputados. Com isso, os cinco partidos, juntos, formarão a terceira força política da Câmara, ficando atrás apenas do PT, que tem 90 deputados, e do PMDB, com 77.

Segundo o líder do PPS na Casa, Júlio Delgado (MG), o bloco passará a ter o direito de indicar três presidentes de comissões permanentes, que mudam todo mês de março.

Na próxima semana, os líderes das cinco legendas se reunirão com o presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), para reivindicar que o agrupamento também tenha direito a mais posições na Mesa Diretora da Casa.

No dia 30, João Paulo, em resposta a uma questão de ordem, afirmou que, para pleitear cargos na Mesa, valeria a composição das siglas e dos blocos, até 15 de dezembro.

"Vamos falar com João Paulo para ver se ele revê essa decisão", afirmou o líder do PSB na Câmara, Renato Casagrande.