A pavimentação de ruas está em primeiro lugar entre as prioridade da população para os investimentos em 2007, revela o resultado das consultas populares feitas na semana passada pela Prefeitura de Curitiba para formulação do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA-2007). Das 6.143 sugestões encaminhadas, 1.278 (20,80%) estão relacionadas a ruas e trânsitos, com destaque para pavimentação.

A participação dos cidadãos no projeto da LOA se deu nos encontros realizados pela Prefeitura nas nove administrações regionais, e também pela internet e 156. O projeto da Lei de Orçamento Anual detalha a aplicação dos recursos do município no ano que vem. Com os canais abertos pela prefeitura, a população pôde indicar o que considera prioridade para o seu bairro e para a cidade.

No balanço divulgado pela Secretaria Municipal do Planejamento sugestões relacionadas a trânsito e ruas, com destaque para pavimentação, ficaram em primeiro lugar. Em segundo lugar ficou a área da segurança, com 807 solicitações (13,14). "Embora o tema seja uma atribuição dos governos federal e estadual, nos pedidos relacionados à segurança os cidadãos aproveitaram para pedir a melhoria no atendimento da Polícia Militar", comenta a secretária do Planejamento, Ângela Kotzias de Andrade Ribeiro.

A terceira área priorizada pelos cidadãos foi Abastecimento Alimentar que somou 626 solicitações (10,19%), com destaque para o programa Armazéns da Família. A secretária afirma que todas as sugestões estão sendo analisadas e aquelas consideradas de interesse comum serão incorporadas ao projeto do Orçamento para ser encaminhado à Câmara Municipal até 30 de setembro.

Avanços – A prefeitura já desenvolve ações que atendem as prioridades apontadas pelos cidadãos, como a pavimentação. A expectativa da Secretaria Municipal de Obras é de que até o final deste ano sejam pavimentadas 200 quilômetros de ruas.

Para os Armazéns da Família, o prefeito Beto Richa autorizou um pacote de reformas, ampliações e instalações de novas lojas. O investimento é de R$ 1,5 milhão e prevê a instalação até o final de 2006 de três novas lojas e a ampliação e reforma de outras cinco unidades.