Os votos que deram a vitória a Antonio Belinati (PP) vieram principalmente da população carente. Os dados da Justiça Eleitoral mostram que a vantagem de Belinati sobre o adversário, Luiz Carlos Hauly (PSDB), foi maior nas zonas eleitorais que abrangem áreas rurais e bairros da periferia.

Das sete zonas eleitorais de Londrina, Belinati teve maioria dos votos em cinco. A maior diferença entre os dois candidatos ocorreu na 157ª Zona Eleitoral, onde o candidato do PP teve 68,6% dos votos e o do PSDB, 31,3%. Essa zona concentra parte da área rural norte e a região conhecida como Cinco Conjuntos, formada por bairros populares construídos durante período em que Belinati foi prefeito.

Na 191ª Zona Eleitoral, da qual faz parte a maioria da zona rural da cidade, além de bairros carentes da zona sul, Belinati ficou com 55,2% e Hauly com 44,9%.

Hauly liderou com ampla vantagem no centro da cidade. Na região, que corresponde à 42ª Zona Eleitoral, o tucano obteve 75,3% dos votos, enquanto o candidato do PP ficou com 24,6%. Na 41ª Zona, onde ainda está parte do centro, o percentual de Hauly foi 53,3% e o de Belinati, 46,7%.

Belinati venceu Hauly na disputa mais acirrrada da cidade – a diferença entre os dois foi de 10.300 mil votos. O vencedor volta à prefeitura cerca de oito anos após ter tido o mandato de prefeito cassado, sob acusação de gastar em excesso para divulgar a inauguração de uma obra pública e usar o episódio para promoção pessoal.

Há ainda um pedido de impugnação contra a candidatura de Belinati, que, antes mesmo do primeiro turno, já aguardava o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O processo deve ser julgado nesta segunda-feira (27), em sessão extraordinária.