Um público estimado em 30 mil pessoas, segundo o comitê de campanha do candidato a prefeito de Curitiba Angelo Vanhoni (PT), prestigiou o comício do petista, anteontem à noite. O comício contou com duas presenças especiais: o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, e o governador Roberto Requião. Pela primeira vez desde que manifestou seu apoio a Vanhoni, o deputado estadual Mauro Moraes (PL), candidato do partido a prefeito no primeiro turno das eleições, participou de um comício ao lado do petista.

Durante o encontro, Vanhoni lembrou aos jovens os problemas que o sistema educacional de Curitiba atravessa nos últimos anos e que se agravou nos últimos quatro anos da gestão do prefeito Cassio Taniguchi. “Apenas 15% das cerca de 30 mil crianças que nascem em Curitiba terão acesso garantido ao ensino público de qualidade. Não é esta realidade que queremos e é justamente contra essa exclusão dos mais pobres que vamos lutar quando assumirmos a Prefeitura a partir de janeiro do ano que vem”, disse Vanhoni.

Ele também apontou a falta de espaços esportivos e culturais que os jovens curitibanos enfrentam na cidade. “Não podemos falar em prevenção em drogas sem antes rever esse grave problema. Vamos investir em obras de infra-estrutura e programas em todos os bairros para que os jovens tenham espaço para práticas esportivas e culturais”, disse.

O ministro José Dirceu aproveitou o encontro para anunciar aos jovens o projeto “Universidade para Todos”, que será lançado pelo governo federal nas próximas semanas e vai garantir 70 mil vagas para jovens carentes em universidades particulares. Dirceu também anunciou a intenção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de criar cotas em universidades públicas para alunos da rede pública de ensino e que não conseguem pagar uma universidade particular. “A votação que o PT fez no primeiro turno no País prova que o povo brasileiro aprova os primeiros 22 meses do governo Lula. O Brasil está mudando, o Paraná está mudando e chegou a hora de Curitiba também dizer nas urnas que quer mudança”, afirmou.

Encontro

O governador Roberto Requião lembrou que o comício era, na verdade, um encontro de jovens e que a história mostra que eles têm a força revolucionária e descompromissada de fazer as revoluções. “Ser jovem significa ser corajoso o bastante para fazer as mudanças e mudar o mundo. E nesse segundo turno cabe a vocês jovens optar entre o velho ou acreditar no novo, no fazer diferente”, explicou.

Já o candidato a vice de Vanhoni, Nizan Pereira (PMDB), garantiu que ele e o petista pretendem governar tendo o respeito pelas pessoas acima de qualquer coisa. “Vamos construir uma Curitiba de paz, fraternidade e solidariedade”, afirmou.