Previsto para esta terça-feira, 16, o julgamento do último recurso do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi adiado para amanhã, diz 17. O presidente da Corte eleitoral, ministro Dias Toffoli, decidiu encerrar a sessão sem finalizar todos os julgamentos marcados, em razão do horário e da extensa pauta montada. Os casos que não foram analisados hoje ficaram para amanhã, quando o tribunal faz uma sessão extraordinária.

Maluf, que teve a candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa, tenta na Justiça reverter a decisão e validar os mais de 250 mil votos recebidos neste ano para continuar com uma cadeira na Câmara dos Deputados. Ele foi considerado inelegível por ter sido condenado por improbidade administrativa, pelo Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo em 2013, em razão de superfaturamento na construção do Túnel Ayrton Senna, em São Paulo. Se o TSE negar o recurso do deputado, a defesa deve recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).