O Conselho de Administração do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4.ª Região aprovou a remoção de cinco juízes federais substitutos do Paraná. Ricardo Rachid de Oliveira deixa a 2.ª Vara Federal de Curitiba e assume a Vara Federal e Juizado Especial Federal de Francisco Beltrão. Oziel Francisco de Souza deixa a 1.ª Vara Criminal de Curitiba para a Vara Federal de Execuções Fiscais e Juizado Especial Federal Cível de Joinville.

Roberto Lima Santos, atualmente na Vara do Juizado Especial Federal Cível de Londrina, assume a Vara Criminal da mesma Subseção. Selmar Saraiva da Silva Filho deixa a Vara Federal e Juizado Especial Federal de Campo Mourão e assume a Vara do Juizado Especial Federal Cível de Jaraguá do Sul. Finalmente, Raphael Cazelli de Almeida deixa a 1.ª Vara Federal e Juizado Especial Federal Cível de Foz de Iguaçu para atuar na Vara Federal Criminal de Maringá.

Prorrogação

O Conselho de Administração do TRF da 4.ª Região também aprovou a remoção dos juízes federais substitutos Herlon Tristão, Fábia Souza Presser e Paula Beck Bohn nas Seções Judiciárias de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na mesma sessão, o TRF prorrogou a jurisdição dos juízes federais substitutos Oziel Francisco de Sousa, Roberto Lima Santos, Selmar Saraiva da Silva Filho e Raphael Cazelli de Almeida Carvalho, até posterior deliberação.

No caso dos juizes federais substitutos Ricardo Rachid de Oliveira, Gueverson Rogério Farias e Patrícia Helena Daher Lopes, foram concedidos dez dias de trânsito, a partir de 27 de outubro, 25 de outubro e 3 de novembro, respectivamente.

Gueverson Rogério Farias atuará na 2.ª Vara Federal Criminal de Curitiba, especializada em crimes contra o SFN e lavagem de dinheiro. Já a juíza Patrícia Lopes atuará na 2.ª Vara do JEF Previdenciário de Curitiba. Os dois juízes tiveram a prorrogação de jurisdição revogada pelo Tribunal.